Qual a função dos equipamentos de Pilates? - Estúdio Pilates - Filipa Mayer

Qual a função dos equipamentos de Pilates?

equipamentos de pilates

O Pilates é uma metodologia muito completa e que recorre a diversos equipamentos e aparelhos para o desempenho dos seus exercícios. Quando se inscrevem no Estúdio Pilates, os nossos alunos têm acesso directo a uma grande variedade de equipamentos de Pilates.

Equipamentos de Pilates: história e aplicações práticas

 

Os equipamentos de Pilates foram todos criadas pelo  próprio Joseph Pilates,  o fundador do método. As primeiras experiências com a utilização de molas remontam ao período da I Grande Guerra quando Joseph esteve em Inglaterra a colaborar numa enfermaria. Aí utilizou as molas das próprias camas para realizar exercícios com os acamados. Assim se iniciava a ligação entre o Pilates e a reabilitação.

(No que diz respeito aos processos de reabilitação, a passagem do movimento assistido a resistido e funcional é a chave do sucesso do próprio processo de reabilitação).

Outro dos fortes motivos para o empenho de Joseph no desenvolvimento de mais e melhores equipamentos de Pilates deveu-se à necessidade de actuar de forma mais eficaz na alteração de padrões de movimento incorrectos. Os famosos 34 exercícios que compõem o repertório de Matwork desenvolvido por Joseph, exigiam competências de movimento que a maioria dos seus alunos não tinha, em grande medida porque estes exercícios no colchão são bastante difíceis, não existindo qualquer factor facilitador para os executar, tendo o aluno que lutar contra a gravidade enquanto os realiza.

Os equipamentos de Pilates permitiam facilitar o movimento e atingir bons resultados mais rapidamente. Numa entrevista dada em 1946 Joseph apresenta alguns dos motivos que justificam a criação das máquinas para apoiar o seu método: “É claro que uma pessoa se pode exercitar sem as máquinas. No entanto não é tão eficiente, demorando mais tempo. Com as máquinas, 3 ou 4 horas por semana é suficiente”.

O principal objectivo de Joseph ao conceber e desenvolver  os equipamentos de Pilates era o de transmitir feedback táctil ao aluno, isto é, como se a poderosa mão do “Uncle Joe”, como era carinhosamente tratado pelos seus alunos, estivesse constantemente a orientar o aluno. Na mesma entrevista Joseph afirma “Eu pensei “Porquê usar a minha força?” Por isso construí uma máquina que o fizesse por mim.” Para além do feedback táctil que os diferentes equipamentos de Pilates oferecem, outra grande mais valia e elemento diferenciador em relação a outras máquinas, é a presença de molas.

A utilização de molas nos equipamentos de Pilates cria um sistema inteligente de resistência/assistência ao movimento. A genialidade de Joseph ao integrar este sistema de molas nos equipamentos de Pilates reside, por exemplo, na possibilidade de permitir que um aluno ainda num quadro de reabilitação se possa mexer, pois as molas facilitam o movimento ou, por outro lado, aumentar o desafio para um aluno avançado.

Ao longo dos anos, vários estudos de movimento comprovam que a aquisição de novos e mais correctos padrões de movimento é mais rápida e eficaz quando se utiliza carga. Assim, a interação com os equipamentos de Pilates, nomeadamente a resistência/assistência das molas e a grande base de apoio dão um óptimo feedback ao aluno, tornando a adaptação do sistema neuromuscular mais rápida.

Além do CoreAlign, de que já falámos num post anterior neste blog, o Estúdio Pilates dispõe de todos os equipamentos de Pilates. É para nós muito importante transmitir aos alunos as especificidades de cada aparelho e a forma correcta de utilizá-los.  Através de um bom entendimento dos equipamentos o aluno é mais bem sucedido na realização dos exercícios, adquirindo competências de movimento úteis no seu quotidiano.

As molas foram integradas em três dos equipamentos de Pilates: Reformer, Trapeze Table e Chair e apresentam diferentes resistências, distinguindo-se pelas suas cores e diferentes tamanhos.

REFORMER

Esta máquina funciona com 5 molas. Dependendo do exercício seleciona-se a resistência a utilizar, isto é, mais molas oferecerão mais resistência numa fase do movimento e por outro lado mais assistência noutra fase. Por exemplo, ao colocar mais molas a máquina obrigará a um maior trabalho  de força dos membros inferiores; e ao colocar menos molas utilizar-se-á mais a cintura abdominal porque a máquina fica mais instável com menos molas.

Outra das características do Reformer é  grande vantagem que proporciona sobretudo nos exercícios em que o aluno fica deitado: nesta posição tem-se uma grande base de apoio, e a carruagem  oferece um grande feedback, já que todos os mecanoreceptores das costas ficam activos e o cérebro pode “ler” a posição correcta da coluna e perceber se há movimentos extra da pélvis.

TRAPEZE TABLE ou CADILLAC

Esta máquina é o desenho aprimorado da primeira versão que Joseph utilizou no seu trabalho com os acamados em Inglaterra.

Também funciona com um sistema de molas e apresenta uma armação de metal na qual nos podemos pendurar, apoiar ou empurrar. Por exemplo, a barra móvel – “Push Through Bar”, guia os membros superiores numa cadeia cinética que oferece apoio para realizar o movimento num arco definido no espaço.

CHAIR

Trata-se de uma cadeira com pedais onde os exercícios são mais funcionais, uma vez que já não temos uma base de contacto tão grande e a orientação em relação à gravidade nos exercícios sentado ou de pé, assemelha-se às solicitações do dia-a-dia. Isto é, as tarefas-função dos exercícios são idealizadas para serem mais parecidas com os movimentos realizamos no quotidiano, como por exemplo subir e descer escadas; ou num estágio mais avançado, para desafiar a força e a potência dos membros inferiores dos atletas.

LADDER BARREL

Cada equipamento tem uma ergonomia específica. Nesta peça de Pilates esta afirmação é particularmente relevante, uma vez que se trata de um meio arco ao qual o tronco se adapta e molda, permitindo movimentos de  flexão, flexão lateral e extensão da coluna.

Não tendo molas, o corpo relaciona-se com a gravidade, sendo ela que assiste e resiste os movimentos.

Há também um conjunto de pequenos equipamento nos quais se podem incluir o Spine Corrector (uma espécie de pequeno Ladder Barrel), magic circle, discos rotadores, rolos, Foot Machine, bolas de Pilates, bolas Franklin Method®, bandas elásticas, alteres,  etc. cuja função é diversificar e enriquecer as aulas. Além dos alunos poderem praticar a partir de casa com estes equipamentos (aos quais têm mais facilmente acesso no mercado),  a sua utilização no Estúdio possibilita modificar e adaptar os exercícios às necessidades de cada um.

No Estúdio Pilates Filipa Mayer encontrará à sua sua disposição 6 Reformers, 3 Torres, 3 Cadillacs, 6 Chairs, 1 Ladder Barrel, 3 spine corrector, 1 CoreAlign, além de um sem fim de peças de pequeno equipamento!

Para quem não tem ideia, podemos afirmar sem qualquer dúvida, que é um GRANDE ESTÚDIO DE PILATES EM QUALQUER PARTE DO MUNDO.

Venha conhecer os nossos equipamentos de Pilates. Contacte-nos para mais informações.

 

 

Curiosidade:

Joseph Pilates era incansável na divulgação e desenvolvimento do seu método.  Para além de todos os equipamentos de Pilates que concebeu para serem utilizados num Estúdio, criou também peças de mobiliário doméstico muito versáteis: ora para sentar ora  para exercícios vigorosos, como poderá ver neste vídeo.