Pilates para emagrecer - Estúdio Pilates - Filipa Mayer

Pilates para emagrecer

Será o Pilates um bom auxílio para emagrecer?

A esta questão que tantas vezes nos é colocada respondemos: não e sim. Passamos a explicar: uma vez que a gestão do peso é tanto mais eficaz quantos mais elementos e especificidades da vida da pessoa forem tidos em conta, para emagrecer deve optar-se por uma abordagem global. Por este motivo, recorrer isoladamente ao Pilates para emagrecer, isto é,  se a pessoa que pretende emagrecer apenas alterar comportamentos introduzindo o Pilates na sua vida, os resultados que pretende tardarão a revelar-se.

Concentremo-nos agora na preciosa ajuda que o Pilates oferece a quem quer emagrecer.

Quais as principais vantagens do Pilates para emagrecer?

São 5 as principais vantagens do Pilates para quem quer emagrecer:

1. O Pilates combate o cortisol

O corpo humano produz duas hormonas de stress: adrenalina e cortisol. A sensação de stress, que por vezes se prolonga de forma quase ininterrupta, está ligada a um aumento da produção de cortisol. Sempre que esta hormona circula no nosso organismo, a gordura ingerida é armazenada e “retida”, garantindo assim que o nosso corpo terá recursos suficientes para  enfrentar a catástrofe que vivemos – é pelo menos assim que o corpo está programado para interpretar o aumento de cortisol (historicamente os periodos prolongados de stress estavam relacionados com periodos de fome, cheias e guerras, cenários em que a comida escasseava e era vital contar com as reservas de gordura para sobreviver), como nos explica a Dra Libby Weaver no artigo: “How cortisol makes you fat – and how to beat it”.

Os altos níveis de stress e o consequente aumento de cortisol são respostas do nosso sistema nervoso simpático que nos impele a funcionar no modo “fight or flight” (lutar ou fugir). Quando este sistema é acionado, o nosso metabolismo processa ferozmente hidratos de carbono como fonte principal de energia e por isso sentimos incontroláveis desejos de comer bolachinhas, batatas fritas, bebidas açucaradas, etc. Com a prática de Pilates melhora-se a consciência corporal e portanto os sinais de alerta que o corpo emite são mais facilmente por nós captados. Assim, podemos intervir de forma bastante simples através da respiração. Respirar de forma mais consciente e apaziguada, para além de baixar os níveis de cortisol, aciona o sistema nervoso parasimpático. Este sistema caracteriza-se pela desaceleração dos batimentos cardíacos, diminuição da pressão arterial e do açúcar no sangue. Mais ainda, com o acionamento deste sistema, os lípidos são metabolizados, o que faz com que não se tenha aquela fome permanente dos pequenos snacks pouco recomendados a quem quer emagrecer.

 

2. O Pilates melhora a autoestima 

Recorrer ao Pilates para emagrecer é possível na medida em que a sua prática pacifica a relação com o próprio corpo. Como nos diz Alice Becker – responsável pela Physio Pilates, representante da Polestar Pilates no Brasil, “Podemos aguçar nossas percepções e passamos a notar o modo como nos sentimos física e emocionalmente, desde como nos movemos, o que dizemos e como nos é dito, até como o que comemos.” Através desta atenta escuta interna e com a diminuição da ansiedade que o Pilates também proporciona, assiste-se a uma clareza de pensamento que nos permite encontrar a resposta certa, procurar o que nos nutre e alimenta verdadeiramente. Enfim, realizar escolhas mais saudáveis.

Uma melhor autoestima é a chave para continuarmos a tomar decisões que garantam o nosso bem-estar, a cuidar de nós. Cada pessoa deve ser o seu (auto)promotor da qualidade de vida, isto é, a assumir o papel principal na tarefa de zelar pela sua qualidade de vida.

 

3. O Pilates melhora a autoimagem

Nas aulas de Pilates irá aprender a tomar conta da sua postura. Uma das melhores formas para se sentir mais leve é apresentar-se com uma postura correcta, com o corpo bem alinhado e alongado. A sua autoimagem sai beneficiada, pois ao passear-se com uma boa postura, sentir-se-á mais esguio e esbelto.

 

4. O Pilates  é um aliado importante para praticar outros desportos

Apesar do Pilates ser uma modalidade de exercício bastante completa, não tem uma forte componente cardiovascular. No entanto, o Pilates é essencial para praticar outros desportos que apresentem uma componente aeróbica mais acentuada e uma grande demanda cardiovascular, elementos associados a um gasto calórico superior.

O Pilates será o garante de que terá um melhor desempenho noutro desporto, já que este será praticado de forma mais eficiente, isto é, com um melhor rendimento, com um melhor alinhamento, evitando as possíveis lesões que não permitiriam continuar a usufruir de uma prática regular de exercício.

Acrescentamos ainda que, sendo as nossas aulas personalizadas, podemos focar a aula num trabalho mais cardiovascular, por exemplo recorrendo a mais molas, isto é, aumentando a resistência com a qual o aluno interage e aumentando também a velocidade com que realiza o exercício.

 

5. O Pilates altera a composição corporal

Com a prática regular de Pilates os músculos são eficazmente trabalhados, tornamo-nos mais fortes e preparados para as tarefas do dia-a-dia. De forma gradual, assiste-se a um recuo da percentagem de massa gorda perante o aumento da massa muscular. Com uma maior tonicidade muscular, mesmo que o número na balança se mantenha igual, o cinto aperta mais um buraco. A Dra Jaqueline Fernandes dá o seguinte exemplo: “numa perda de 5 kg pode-se perder 75% de massa gorda e 25% de músculo ou perder 40% de massa gorda e o restante de músculo. Ora o primeiro caso é muito mais vantajoso, e para tal torna-se indispensável a inclusão de um plano de actividade física nos programas de emagrecimento. A prática de actividade física, ao constituir-se como um estímulo que desenvolve a musculatura, obriga a que seja maior a percentagem de gordura perdida para uma mesma perda de peso. Mas há mais vantagens!

O tecido muscular é magro e desempenha um papel muito mais activo no metabolismo que o tecido gordo, porque gasta mais energia. Então, se aumentarmos a massa muscular a um indivíduo, ele passa a gastar mais calorias em repouso. Quanto maior for a quantidade de massa muscular, mais calorias o organismo queima, e maior o seu metabolismo basal.”

Quem escolhe o Pilates para emagrecer encontrará neste método de exercício um importante aliado e fiel companheiro na viagem rumo a um corpo mais saudável, e descontraído, pronto para apreciar as maravilhas desta vida.

 

Para mais informações sobre Pilates para emagrecer, contacte-nos.